terça-feira, 30 de outubro de 2012

Coca e o castelo ideal que está nos possíveis de Deus

Castelo de Coca: é como se acima dele pairasse um super-castelo.
Castelo de Coca: é como se acima dele pairasse um super-castelo.

O castelo de Coca, situado na província de Segóvia, Espanha, foi construído no século XV e é propriedade da Casa de Alba, uma das mais augustas famílias nobres da Espanha, que o emprestou ao Governo espanhol até o ano 2054.

Castelo de Coca: antiga ponte levadiça e grade defensiva
Castelo de Coca: antiga ponte defensiva e grade de ferro
Ele repousa num meandro do rio Voltoya, rodeado por um largo e profundo fosso.

Foi feito em tijolo por razoes decorativas, mas a pedra aparece em muitas partes.

O sistema defensivo prevalece sobre outras considerações e consta de três partes: o fosso e dois recintos amuralhados com torreões.

Uma ponte defensiva que passa sobre o fosso e leva ao primeiro recinto amuralhado.

Mas a defesa não para ai: quem entra encontra ainda um obstáculo importante: uma porta em forma de grade de ferro que fecha a passagem rumo ao pátio de armas.


Castelo de Coca: torre de menagem à direita da foto
Castelo de Coca: torre de menagem à direita da foto
Nos cantos há torreões, mas a maior é a torre de menagem.

No interior dela, uma estreita escada em caracol permite a passagem para a capela, a sala de armas e outros cômodos.

A sala de armas possui uma abóbada com nervuras góticas.

Do alto da torre de menagem se divisam os castelos de Cuéllar e Íscar.

Dom Alonso de Fonseca, bispo de Ávila e arcebispo de Sevilha, obteve em 1453 o alvará real para edificá-lo, mas foi seu sobrinho Alonso de Fonseca y Acevedo que iniciou a construção em 1473.

Castelo de Coca: a graça de Deus nos solicita a ver  acima do castelo um super-castelo ideal.
Castelo de Coca: a graça de Deus nos solicita
ver acima do castelo um super-castelo ideal.
O castelo foi marco de festas e solenidades célebres na história espanhola.

Para além das vicissitudes da história, Coca inspira uma imagem que o espírito humano cria para si, de uma ordem hipotética, não existente.

A partir de aspectos fugazes, de lampejos do castelo, nós somos convidados a construir um modo de ver o castelo.

E imaginamos até um trans-castelo, um super-Coca que habita num espaço que podemos chamar de trans-esfera, que de fato não existe.

Mas essa trans-esfera convida a caminhar muito rumo a Deus.

E a sublimar todas as coisas do mundo real e ir constituindo uma ordem nesta terra que tem mais do celeste que do terrestre.

Os castelo medievais convidam a pensar nos super-castelos que Deus poderia fazer e que nós imaginamos a partir dos castelos que já existem.

Assim, esses castelos possíveis vivem de algum modo em nós. E nos fornecem modelos ideais para os quais devemos tender e que inspiraram os construtores de castelos materiais.

Quando esses possíveis reluzem em nós, nos dão a idéia do palácio interior que cada um deve construir dentro de si próprio.

Trans-castelos ideais: um degrau para subir à ordem sobrenatural
Trans-castelos ideais: um degrau para subir à ordem sobrenatural
A graça divina nos convida a realizar isso.

Há algo da vida do próprio Deus que é a graça, que nos solicita a ver todas as coisas assim.

A ver no castelo, para acima dele, o super-castelo.

Portanto, a trans-esfera onde existem esses trans-castelos irreais nos projeta na ordem sobrenatural.

E ali nos nós tornamos de algum modo cidadãos do palácio ou da cidade que ainda não construímos.

Essa cidade ideal que ainda não construímos, de algum modo já vive e existe em nós.



GLÓRIA CRUZADAS CATEDRAIS ORAÇÕES HEROIS CONTOS CIDADE SIMBOLOS
Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCATEDRAIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

3 comentários:

  1. Amo o medievalismo!!!

    ResponderExcluir
  2. Socorro Costa Cardoso6 de novembro de 2012 22:21

    QUE MARAVILHAAAAAAAAAAAA!!!!!, COMO DEUS É BOM! Que Lindo Castelo.

    ResponderExcluir
  3. lindo castelo esse de coca maravilhoso

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.