terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Castelos medievais: como a ordem temporal pode despertar nas almas o desejo do Céu

Avrilly, França

Na Idade Média, a Igreja Católica realizou este fato incrível: transformou um continente saqueado pelos bárbaros e abandonado pelos romanos decadentes em seminário do Céu.

Além do trabalho fundamental da pregação do Evangelho e da distribuição dos sacramentos, a Igreja teve o talento de inspirar uma civilização que encarnou os valores religiosos na vida quotidiana.

E isto foi feito sabendo interpretar o lado simbólico das realidades mundanas em que se desenvolve a existência corriqueira dos homens.

O lado simbólico é muito mais importante que o lado prático ou o estético.

Por isso ele agrada tanto e exerce um poderoso estímulo convidando as pessoas a se voltarem para as grandes realidades da Fé e do destino último de cada ser humano.


Em primeiro lugar, levando-as a pensarem no Paraíso Celeste que é um lugar material. Nele Deus criou Adão e Eva, e nele o primeiro casal viveu corporeamente antes do pecado original. E nele viverão também os bem-aventurados durante a eternidade, após a ressurreição dos corpos.


O Paraíso Celeste é um lugar onde Deus instalou coisas magníficas, castas e santas, para o homem viver imerso nelas. É um mundo feito de matéria, mas de uma matéria que fala de Deus.

Burg Zwingenberg, Alemanha
Burg Zwingenberg, Alemanha
Depois do fim do mundo, os bem-aventurados ressuscitados passearão pelo Paraíso, enquanto suas almas estarão envoltas nos gáudios magníficos da Visão Beatífica. Isto é, da visão de Deus face a face.

A preparação dos homens para esse futuro que é certo para as almas que se salvarem supõe alimentar-lhes o espírito nesse sentido, desde já, nesta Terra.

E isso se faz não apenas considerando diretamente as coisas da Religião.

Os homens chamados ao Céu precisam voltar-se para Deus também a propósito das coisas do mundo temporal.

Portanto, do mundo da matéria, porque até no Céu empíreo e no Paraíso a matéria vai existir.

Como fazer isso sem chafurdar no materialismo grosseiro que anda por ai?

Os castelos – nós poderíamos falar da arquitetura de igrejas, da arte católica em geral – nos dão um exemplo.

Um exemplo de como elevar nossa alma a Deus através de construções feitas de matéria, mas modeladas pelo espírito.

Pelo espírito católico, que animado pela graça divina constitui um preanúncio da vida eterna.




GLÓRIA CRUZADAS CATEDRAIS ORAÇÕES HEROIS CONTOS CIDADE SIMBOLOS Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCATEDRAIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

2 comentários:

  1. Tenho vários livros sobre castelos e palácios, mas nenhum se compara a este blogue... obrigado por existir...

    ResponderExcluir
  2. Contenido y fotos gran sitio agradable

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.