terça-feira, 1 de abril de 2014

A feliz junção da Europa medieval
com a Igreja e a Religião

Na Europa medieval, as vidas dos conventos e dos castelos, dos santos e dos heróis se entrecruzaram indissoluvelmente.

Por exemplo, o mosteiro do Escorial. Ele, aliás, não é medieval. Mas foi feito por homens que tinham mentalidade medieval.

É, ao mesmo tempo, um convento e a residência pessoal do rei mais poderoso da Terra no seu tempo: Filipe II da Espanha.

Sem dúvida o Escorial é muito bonito.

Mas, a gente pode pensar na salinha do Escorial, ou num dos salões, e ali imaginar Filipe II lendo uma carta de Santa Teresa de Jesus.


A gente pode imaginar por perto um Núncio gordalhão, bonachão, renascentista, contrário à reforma dos Carmelos, fazendo suas manobras.

E Filipe II, que tinha uma alma maior do que todo o Escorial, decidindo.

Santa Teresa de Jesus e Filipe II: havia uma junção entre essas duas almas, porque Santa Teresa era ainda mais Escorial do que Filipe II.

Ela encarnava o Escorial do Céu que olha para a Terra e Filipe II representava o Escorial da Terra que fica olhando para o Céu.

No Escorial há um entrecruzamento do temporal com o religioso.

Por causa disso, a ordem temporal era sacral.

Ela reconhecia e afirmava que nada de válido e autêntico podia brotar a não ser da verdadeira visão da Religião Católica, que os santos tiveram nos seus conventos.

Então nasciam as maravilhas da Civilização Cristã sob a sombra benigna e materna das instituições da Igreja Católica.

Foi assim que os santos geraram uma civilização católica, que antes de nascer palpitava na alma de santos como São Bento, São Remígio, e tantos outros.

Foi a junção da Europa medieval com a Igreja e a Religião que trouxe a paz de Cristo ao mundo.

No Céu nós teremos a Visão Beatífica e o Paraíso Celeste. Deus achou que a Visão Beatífica seria bem completada com o Paraíso Celeste.

A prefigura da visão beatífica são as graças sobrenaturais. E a prefigura de Paraíso Celeste é a Civilização Cristã.

Plinio Corrêa de Oliveira. Texto sem revisão do autor.


GLÓRIA CRUZADAS CATEDRAIS ORAÇÕES HEROIS CONTOS CIDADE SIMBOLOS Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCATEDRAIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

6 comentários:

  1. Magnífica exposição da junção da Europa Medieval com a Igreja e a Religião. Pensamentos dignos de um verdadeiro Santo.
    Outubro/2008
    Euclydes Addeu

    ResponderExcluir
  2. It seems my language skills need to be strengthened, because I totally can not read your information, but I think this is a good BLOG

    ResponderExcluir
  3. Os castelos são bonitos, mas que pena continuar a construir castelos sob cinzas do passado!!!!! Acordemo-nos!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. incrível!!!farei um tcc sobre artes,quero fazer baseado no que SDP me ensinou,cliquei numa foto de castelo e me abriu este site q nem conhecia,quando li SDP,fiquei espantada pela providencia,que mesmo estando fora do grupo quero levar LUZES DA CIVILIZAÇÃO CRISTÃ para esta sociedade tão medílcre que perdeu o senso do belo!!!Tenho as revistas dele as quais eu consultarei para o tcc e este site tbm!!!abraços!!salve maria!!

    ResponderExcluir
  5. Lindosss Muito lindo!!!É impressionante como
    a Igreja católica marcou presença diretamente
    na época medieval. Eu não tinha conhecimento disso.
    Fico impressionada!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.