terça-feira, 1 de março de 2016

Castelos e famílias construtoras:
o mistério da beleza dos nomes




continuação do post anterior: O castelo de uma família com nome de conto de fadas: Sforza





O Castelo Sforzesco é impressionante até de tão bonito.

Uma senhora bem culta, aparentada comigo e casada com um criador de gado que era bem inculto, me contou o seguinte:

Estavam andando naquele pátio interno do castelo de Milão e por coincidência eles passaram em frente a uma dessas seteiras largas que havia em certos castelos antigos.

Nesse momento viram passar uma carroça puxada por um animal de tração. O marido dela em vez de olhar para o castelo, puxou para ela e disse: “Olhe aqui, olhe aqui um boi raça tal”. Era a raça mais comum do mundo.




Ele com as informações da profissão e de dentro do Castelo Sforzesco estava examinando a qualidade do gado que passava do lado de fora. E não prestava atenção à maravilha em que estava.

Quantos passam diante do castelo hoje e têm uma atitude de alma análoga?

Há nomes que tem alguma coisa quase de conto de fadas

Por certo, as impressões pessoais podem ter muito de subjetivo.

Mas, por exemplo, como fazer sentir o que o nome de Sforza tem de nobre? S-f-o-r-z-a, Sforza.

Sforza é uma antiquíssima Casa de Milão. Foram senhores feudais soberanos de Milão e lá construíram um castelo medieval, que leva o nome deles, chamado Castelo Sforzesco, de uma beleza extraordinária.

Por vezes quando a gente admira muito o que fazem os portadores de um nome, a gente involuntariamente menciona o nome deles com uma inflexão particular que dá ao nome a beleza.

Será este o caso? Cada um opine.

Ao pé da letra, dir-se-ia que o nome Sforza foi aplicado a um sujeito esforçado. Isso não é nada especial, pois esforçados houve muitos.

Mas há nomes como Sforza Potenziani que têm alguma coisa quase de conto de fada.

De tal maneira eu acho que isto é subjetivo que eu não insisto. Nem pergunto quais os que sentem isto.

Mas vale a pena em todo o caso tomar um pequeno contato com esses nomes e pensar a respeito.


(Autor: Plinio Corrêa de Oliveira, apontamentos não revistos)



GLÓRIA CRUZADAS CATEDRAIS ORAÇÕES HEROIS CONTOS CIDADE SIMBOLOS
Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCATEDRAIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

3 comentários:

  1. Joana Benedita de Lima Moraes2 de março de 2016 17:17

    incrível!!!Lindo. Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  2. Estou impressionado com este blog, descrições precisas e bem interessantes.

    ResponderExcluir
  3. Estou impressionado com este blog, descrições precisas e fotos incriveis.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.