quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Um mundo irreal ou a fina ponta da realidade?

Peñafiel, Castela
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Os castelos aqui reproduzidos, embora muitos sejam ruínas, pela arte fotográfica passam a idéia de que quem entra neles, encontra tudo colocado no lugar adequado, como se os castelões ‒ eles próprios umas figuras de lenda ‒ tivessem saído nesse momento.

É um mundo irreal que a arte da luz faz aparecer como sendo parte do mundo real de hoje.

Uma irrealidade como essas que, entretanto, parece integrar a realidade, e até ser a mais fina ponta da realidade, é algo impossível?

Ou é uma possibilidade que apenas o bornesismo dos homens não consegue enxergar?

Quer dizer, não há um mundo metafísico, fina ponta do mundo físico, que leva a se maravilhar almas dotadas de uma capacidade peculiar?



Castelo de La Mota, Castela
Porque no fundo de toda alma reta há uma capacidade de se maravilhar e de perceber por onde a realidade quotidiana toca nas realidades superiores, e em última análise, em Deus.


Essa capacidade chama-se inocência primeva.

Ela se apalpa quando ela nos fala da existência de realidades metafísicas ‒ como o mundo ideal dos castelos ‒ e produz transportes de admiração e maravilhamento.

Veja vídeo
Castelos e ruínas na Espanha,
pontes para uma super-realidade

Essas sensações não são um capricho nem fantasia de crianças.

Houve por exemplo grandes espíritos ‒ filósofos, literatos, santos ‒ que perceberam essa trans-realidade.

Um outro exemplo: os fotógrafos autores destas fotos souberam percebê-la.

Mas também uma criança pode percebê-la. E até habitualmente a percebem.

Castelo de Loarre
O castelo de Peñafiel (acima) se repete em lances iguais. Cada um desses lances é maciço, forte, grandioso. O fato de se repetir dá a impressão que se repete ao infinito.

Assim ele transmite a impressão que ele se desenvolve maravilhosamente com uma força incontível.

A foto de Loarre explora o fato do castelo estar situado numa semi-luz, e tira o melhor das belezas e dos mistérios da sombra.

O castelo de La Mota é todo ele meio misterioso, com janelas escuras que sugerem salas escuras.

O espírito delicia-se pensando que nele passam-se conciliábulos misteriosos; resolvem-se coisas misteriosas, mas também grandiosas!

Castelo de Peñafiel, Castela.
Poder-se-ia imaginar o imperador Carlos V reunindo seu Conselho de Estado, para saber se incorpora ou não incorpora Portugal e Brasil à Coroa Espanhola!

Ou imaginar se ele fez ou não fez o testamento dividindo o império dele em dois ramos aqui dentro. Ou se resolveu a abdicação dele aqui dentro.

O castelo forma o quadro ideal para grandes decisões, depois das quais, as pessoas vão dormir quando a noite acaba de baixar sobre o castelo, meio pasmas ainda pelo alcance das resoluções tomadas.

(Fonte: Plinio Corrêa de Oliveira, 10/03/84. Adaptação sem revisão do autor)

Vídeo: Castelos e ruínas na Espanha
Se seu email não visualiza corretamente o vídeo embaixo CLIQUE AQUI




GLÓRIA CRUZADAS CATEDRAIS ORAÇÕES HEROIS CONTOS CIDADE SIMBOLOS
Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCATEDRAIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

2 comentários:

  1. As construções dos grandes castelos e catedrais medievais, buscavam glorificar a Deus, homenageá-lo por sua imensa bondade e por ser o nosso bom pai.
    Infelizmene o que vemos hoje nas cidades? Um grande amontoado de concreto se nenhuma razão de existencia, ao contrario dos grandes castelos, nos provocam solidão e medo.
    Meu grande desejo é me sentar em frente a uma janela desses grandes castelos e contemplar no por do sol as maravilhas que Deus é capaz de fazer...

    ResponderExcluir
  2. Joana Benedita de Lima Moraes10 de dezembro de 2016 21:26

    Sem palavras!! Muito lindo!!!Obrigada.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.